Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Estranha noite

A noite sufoca o dia
E um eclipse repentino
Cobriu meu mundo
E deixou-me sem tino
Nessa hora de plena nostalgia...

O’ Noite, por que deixaste a terra
Tão lúgubre, sem estrelas
Nem a lua para encantar
Abri os olhos não pude vê-las
Sem ela a poesia se encerra...

No fluir dessa estranha sensação
Meu peito arfava em delírio
E, no afã de ver a luz
Acendi, pressurosa, o círio
Assim, alimentei meu ser nesse clarão...

Em doce harmonia com o sagrado
Entendi o fenômeno desse dia
Seria fugaz. transitório
Esse eclipse que chegava e envolvia
A Terra, planeta iluminado...

O’ Noite, traze a lua e as estrelas
Para cobrir com seus raios prateados
A face da terra em solidão
Os notívagos que andam isolados
Para receber suas luzes e absorvê-las...

Mena Azevedo
Mena
Enviado por Mena em 08/03/2016
Reeditado em 08/03/2016
Código do texto: T5567311
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mena
Brumado - Bahia - Brasil
539 textos (117293 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/10/19 22:30)
Mena