Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSUFICIÊNCIA

Eu conheço bem o que pensam,
sempre soube: minhas costas largas
carregam como fardo
mil chicotadas com línguas.
O desdém dos olhares aguçados
e os sorrisos distraindo-se
dos meus.

Sou incapaz de armar 
absurda eloquência,
pois tudo que digo parece
sempre tão sem importância.
Parece com latir, grunhar.

E tudo que você pensa é:
alguém pelo amor de Deus
leia essa melancolia em braile.
Alguém pelo amor de Deus!

Tranca-se no casulo da poesia,
bebe gotícula a gotícula
cada dia mais satisfeito
em se trancafiar, ridículo,
refém das palavras.

Há desespero em se olhar no espelho
e enxergar-se cacos: você não sabe 
exatamente o que é,
sem imagem a sustentar altares.
O homem na encruzilhada.
O Mito sempre prestes a ser.
Arquétipo: alvo pronto
para dedos apontados.

O rosto em carne viva
arde arde arde arde
arde toda vez que 
voltam-se para si.

E tudo que você deseja
é a permissão da 
providencia divina,
o milagre instantâneo 
do antigo testamento,
tornar-se sal para 
fundir-se em terra.

Até a matéria sucumbir,
até a matéria sucumbir,
até a matéria sucumbir…

Fundir-se pó estelar
desejando ardentemente
adubar outra existência
e tudo que pensa é:
alguém pelo amor de Deus
ordene o caos & 
faça-me primevo além 
desse buraco negro.
Lucas Luiz da Silva
Enviado por Lucas Luiz da Silva em 25/10/2019
Código do texto: T6779088
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Lucas Luiz da Silva
Guararema - São Paulo - Brasil, 28 anos
93 textos (8106 leituras)
10 áudios (139 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/19 08:08)
Lucas Luiz da Silva