Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VER... OLHAR... ENXERGAR... SEM ESCOLHER

Vistosas flores da primavera
Tão formosas!
No primor a que pela vida foram esculpidas
E assim são elas
Tão atraentes!
Tão graciosas!

Porém, não são mais belas
Do que as escuras e cinzentas nuvens do inverno
No embaciamento a que nos céus se desenham
E na  contínua alternância de suas formas

Ah, como bem dizia o divino Mestre:
“Olhais os lírios do campo”
Mas quem de fato realmente os observou?
Que em verdade os contemplou?
A ponto de se inebriar pelo que seus olhos virão?

Ó maculares olhos que tanto escolhem o que olham
A acolherem somente o que lhes agradam!
E, portanto, não enxergam o que vêem com clareza
Ou nada vêem do olham
Por míopes a que eles sejam

Ah, a verdadeira beleza!
A que reside de fato nas mudanças
E que se esconde das preconceituosas almas
Estas cegas almas!...

E assim, se as flores fascinam com suas formas
(O que nenhum olho nega ou rejeita)
Precisam antes do estrume ou do esterco
Os quais como os temperos nos alimentos
Não são por ninguém vistos... nem reparados
Talvez porque humildes estão na terra
A que escondidos os preferem estar...

Ver...Olhar... Enxergar
Sem escolher
Sem discriminar
Eis tudo o que há
Eis tudo o que deve ser

E então
Os azuis ou esverdeados olhos das loiras
A que transparecem a vivacidade de suas pupilas
Como sedutores e atraentes os são!
Contudo, não são mais belos
Que os negros ou castanhos olhos das morenas ou das ruivas
Visto que, em verdade... ambos são belos

Ah, e como eu tanto as admiro:
As morenas... as ruivas... e as loiras
Os olhos de minh'alma não me deixam mentir
E os olhos da Vida são minha maior testemunha
Ah, estes olhos!...





Paulo da Cruz
Enviado por Paulo da Cruz em 11/07/2017
Código do texto: T6051910
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Paulo da Cruz
Curvelo - Minas Gerais - Brasil
2084 textos (34597 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 14:43)
Paulo da Cruz