Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CABISBAIXO

Enquanto caminho,
ando meio cabisbaixo...
Deixei de ter luzes em meus olhos.

Deixei de refletir as angústias dos outros.

Deixei deixei.
A cabeça olha meio chão meio pessoas.
Sinto que devo ficar no meio
Como a esperança o é...
depende de fé.

Ela depende de muito amor
para poder
esperar com paciência.

Resolvi que não adianta querer aguardar das pessoas
que elas façam algo
que possa me agradar.

Nem sequer sei o que me agrada!

Como poderei eu querer que o outro saiba?
o que eu quero?
O que me faz feliz?

Enquanto caminho,
Eu vou continuar olhando
para a água.

E a água é tão bonita.


Como anda parada...
Você olha e vê como ela está calma
está tranquila.

A água da Lagoa.
Uma figura no sentimento,
uma imagem.

Apenas uma lagoa plácida
em que patos ficam em cima dela.

De peixes nadam
e nada e nada.

Há oxigênio ali porque as plantas também nela fizeram
a sua morada.

Às suas margens sentam casais amados.
Lá no alto a chuva se prepara para cair
no final da tarde.

À tarde, à tarde.
Ao sol que não bate mais tão forte

Aí está Esperança.
A esperança de uma noite tranquila,
mas que nunca se realiza.
Porque alguém o espera.

Te precisa.
Me precisa.
Alexandre Scarpa
Enviado por Alexandre Scarpa em 07/11/2019
Código do texto: T6789501
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Scarpa
São Vicente - São Paulo - Brasil, 39 anos
151 textos (3353 leituras)
1 e-livros (8 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 11:56)
Alexandre Scarpa