Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Martírio


Martírio

Todo silêncio se fez naquela hora
Em que longe o ocaso aparecia
E ao dizer adeus pra ir - se embora
Senti morrer a minha fantasia.

Daquele momento em diante
Não quis mais ver anoitecer
Fechei os olhos, não olhei distante
Pra não te ver, era muito o sofrer!

Começou o martírio aquele dia
E toda  negridão me acobertou,
Pois levaste minha infinda alegria
E o meu sorriso, tal qual flor, murchou!

Acostumei com esse viver:
Assim tristonha e tão sozinha
Que  fiz aliança com o sofrer
E a essa dor tão fria  que me espezinha.

No convento da amargura, isolada
Senti a vida aos poucos esvair,
Dos encantos, não restou nada...nada
E a dor impregnou no meu sentir…

Márcia A Mancebo
Márcia A Mancebo
Enviado por Márcia A Mancebo em 25/02/2021
Código do texto: T7192984
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Márcia A Mancebo
Itapeva - São Paulo - Brasil
138 textos (1210 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 08:06)
Márcia A Mancebo