Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A fome que eu sinto

A fome que eu sinto
é muito grande e desrespeitosa
não é um francês de padaria
nem uma roubada bijuteria
nem uma batida de teu cinto
que vão me deixar menos furiosa

A fome que eu sinto
é a fala de sabedoria
é como uma senhora idosa
esperando a magra aposentadoria

A foma que eu sinto
não pode ser saciada
se apenas a matéria for alimentada
Eu falo sério, não minto
A fome que eu sinto
não cabe em nenhum recinto
Paredes serão devoradas.

Pois a fome que eu sinto
precisa urgente de alimento
A fome que eu sinto
é a do homem que busca sustento
A fome que eu sinto
é a grandeza do ser que se liberta
do grande tormento
que deixa de ser mais um em julgamento
e se ergue acima do Sofrimento.

A fome que eu sinto
Desobedece qualquer juramento
A fome que eu sinto
Só precisa mesmo de suprimento.

Chega de tanta fome
Sofrimento
Vamos dar outro nome
Suprimento!
Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 30/05/2006
Código do texto: T165796


Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1307 textos (102220 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/02/21 00:58)