Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Confusões Poéticas



Confundir
É o papel do poeta
Dizer de amor
Sem saber a cor
Da rosa sobre a mesa
Falar de uma dor
Poetar
Criar
Inventar
Renovar
Inovar


Falar de dor
Rezar o amor
Despetalar a flor
Gritar com furor
Ah, como é bom escrever!
E haverá sempre alguém para ler
Alguém para reler
Alguém para rever
Alguém para se divertir
Afinal, fazer poesia, é pura alegria
Pra encantar corações.

Seja poeta!
Faça chorar
Faça sorrir
Faça amar
Faça decolar
Para paraísos sem fim!
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 25/06/2006
Reeditado em 11/12/2007
Código do texto: T181866
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 55 anos
1435 textos (74358 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/05/18 22:34)
Fátima Batista

Site do Escritor