Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto






Bem podeis amordaçar-me!
Que me importa,
se estou viva
e tenho um coração que canta?
Bem podeis ir buscar cordas
e amarrar-me ainda mais,
que importa
se sou livre
e o meu espírito tem asas?
Bem podeis meter-me em masmorras,
nada importa!
Continuarei a gritar
que é meu o universo.
Bem podeis cortar-me a garganta,
nem isso importa!
À terra grande e livre
legarei meu corpo:
Morrerei de olhos abertos!



Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 28/01/2005
Reeditado em 17/12/2006
Código do texto: T2710
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Petronilho
Almada - Setúbal - Portugal, 67 anos
1265 textos (136749 leituras)
60 áudios (14441 audições)
9 e-livros (6345 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/06/20 00:00)
Maria Petronilho

Site do Escritor