Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sociedade doente

Sociedade doente

Nasci em um pais mestiço onde o Racismo acentuou
Fala-se da boca para fora se vê  racismo a toda hora
Não adianta disfarçar vemos em todo e qualquer lugar
Fala-se com a boca acena com a mão não consulta o coração

Dói-me quando eu infelizmente vejo cena que não desejo
Bar agente vê um negrinho ou branco que veste trapinhos
Os indivíduos não só saem de perto como protegem objetos
Pobre ou negrinho não serve para  apresentar como vizinho

Deve ser horroroso ver alguém que o considera contagioso
Ser pobre é muito triste não sei por que a pobreza existe
O meu Pais é rico de produção, mas pobre de coração
Se governos querem corrigir tem alguém para impedir

Temos uma sociedade doente com um orgulho latente
O desprezo não dá lugar para quem é negro ou pobre se firmar
Tem-se uma gravata no pescoço esse não se deixa é bom moço
Se der para saber que ele pertence ao meio cabe em nosso ceio

sterquini
Enviado por sterquini em 18/01/2007
Código do texto: T351662

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
sterquini
São João de Meriti - Rio de Janeiro - Brasil, 76 anos
518 textos (30452 leituras)
20 áudios (2946 audições)
1 e-livros (3 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 23:48)
sterquini