Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A mata chora


A mata chora
 
O sol declinava no horizonte...
na mata, a noite chega, está sombria;
no alto céu, bem além, muito distante,
brilham estrelas, e a lua nova aparecia.
 
Move-se o vento arrojado, triunfante,
passeia altivo, pois está muito contente,
açoita folhas, e arvoredos verdejantes,
balança todo componente do ambiente.
 
Nas matas virgens ou nas matas imbricadas,
vivem os seres, alinhados em cadeia,
são tantas vidas, quase nunca respeitadas,
são energias, transferidas numa teia.
 
E eis que surgem, o verdugo e o perigo
numa espreita de tocaia assassina;
são caçadores, desalmados inimigos,
destruidores de animais e de abrigo.
 
E chora a mata, chora toda a Natureza
e nesse pranto desolado, atormentado,
choram seus filhos envolvidos na tristeza,
vendo um futuro de horror delineado.
 
Claudenice Rosário
Claudenice Rosario
Enviado por Claudenice Rosario em 20/01/2007
Código do texto: T353136

Comentários

Sobre a autora
Claudenice Rosario
Alagoinhas - Bahia - Brasil
64 textos (4842 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 04:35)