Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BALA PERDIDA

Ouve-se um estampido,
Um disparo, um sonido,
Ouve-se um breve gemido,
Vê-se no chão, um corpo inerte,
Completamente estendido.

É uma criança...!
Alguém exclama estupefato,
Quem seria capaz de tamanha atrocidade?
- Ninguém sabe, ninguém viu;
É sempre a mesma resposta.

Chega a polícia, perícia, rabecão,
Tudo em volta é tumulto;
É indignação;

Feriram a carta magna,
Privaram o direito de ir e vir,
Acabaram com os ideais,
Com os sonhos, com a esperança,
De uma inocente criança.

Arrancaram a flor do jardim,
Sem que ela pudesse florir,
Secou-se a nascente de um rio,
Cujo curso poderia ser longo,
Aniquilaram com o dom de uma vida.

Conclusão da ocorrência:
Óbito,
Provavelmente por bala perdida.

Enquanto isso nos palácios de Brasília,
A discussão é acirrada;
Qual será o perfil do novo presidente da câmara?

DELEY
Enviado por DELEY em 05/02/2007
Código do texto: T370411


Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
5387 textos (205175 leituras)
4 e-livros (1667 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/20 03:52)
DELEY