Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É Difícil de Acreditar

Que Deus criou o homem perfeito
Mas ele arrumou tantos defeitos
Que eu tenho vergonha de falar;
Sem pensar no tamanho do prejuízo
Ainda lá mesmo no paraíso
Ele já começou a pecar.

Mas é difícil de acreditar
Que adão e Eva viviam contentes
Mas a víbora da serpente
Mudou o rumo de suas vidas;
E numa linda manhã
Fizeram-lhes comer a bela  maçã
Que era a única fruta proibida.

Mas é difícil de acreditar
Mesmo depois que o homem pecou
Deus ainda ao mundo enviou
Seu único filho Jesus;
Para salvar a humanidade
Que sem nenhuma piedade
O pregaram em uma cruz.

Mas é difícil de acreditar
Que já tem tantos pais
Que não sabem mais o que fazem
Para os seus filhos educarem;
Pois na TV tudo é normal
E o filho sempre faz igual
Já não adianta reclamarem.

Mas é difícil de acreditar
Que a grande maravilha
De se ter uma família
Está virando coisa do passado;
Hoje se troca de homem e de mulher
Como um objeto qualquer
Quebrando o juramento sagrado.


Mas é difícil de acreditar
Que uma filhinha de treze anos
Que os pais lhe reservam muitos planos
Deixa-se engravidar;
De um homem já casado
Que tem com outra um passado
E dela só quer se aproveitar.

Mas é difícil de acreditar
Que o filhinho de papai
Que tem tudo a onde vai
Torna-se um grande viciado;
Jogando fora sua bela vida
E construindo nela as feridas
Que a droga tem causado.

Mas é difícil de acreditar
Que a mãe mata o filho na barriga
Ceifando-lhe a própria vida
Sem nenhuma chance de se defender;
E que troca o filho por dinheiro
No momento de desespero
Quando lhe falta o que comer.

Mas é difícil de acreditar
Que tem pai matando filho
Que tem filho matando pai
Sem saber como explicar;
Que tem adolescente bandido
Encarando sem medo o perigo
Sem nenhum remorso pra matar.

Mas é difícil de acreditar
Que num país de tanta riqueza
Ainda existe tanta pobreza
E muita gente passando fome;
Muitas crianças abandonadas
Deixadas  pelas calçadas
Sem um teto e sem nome.

Mais é difícil de acreditar
Que existem alguns homens
Que chega a passar fome
Para o filho poder formar;
Mais depois do filho formado
O pai já velho e cansado
Pelo filho é abandonado
É num asilo vai morar.

Mas é difícil de acreditar
Que um jovem luta contra tudo
Para concluir seus estudos
E ainda bem cedo se formar;
Derrepente aparece um assaltante
No caminho deste estudante
Para sua bela vida tirar.

Mas é difícil de acreditar
E também de guardar segredo
Que o homem hoje vive com medo
Diante de tanta maldade;
Nas grandes metrópoles
Precisa até contar com a sorte
Para não encontrar com a morte
Em algum ponto da cidade.

Mas é difícil de acreditar
Que a ONU lutando pela paz mundial
Sofreu um atentado brutal
Tombando seus homens na terra;
Que pagaram com as próprias vidas
Por ajudarem as pessoas feridas
Pela grande catástrofe da guerra.

Mas um dia eu ainda hei de acreditar
Que  toda humanidade possa crer,
Que no mundo não haverá mais guerra
Que a paz reinará sobre a Terra
Espalhando muito amor e alegria;
Acabando com  toda maldade
Praticada com tanta crueldade
Pelas pessoas sem piedade
Que destroem as nossas famílias.

                         HÉLIO Rodrigues Braz
                       ------------------------------------
Vice Presidente da Academia Açailandênse de
Letras cadeira N°10 Patrono Gabriel Braz.
goiano
Enviado por goiano em 04/03/2007
Código do texto: T401048

Comentários

Sobre o autor
goiano
Açailândia - Maranhão - Brasil, 69 anos
80 textos (20948 leituras)
1 e-livros (53 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 05:56)
goiano