Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANTO VALE O PRAZER?

Gota a gota o suor é quitado
E os corpos buscam a molhada explosão!
Beijo a beijo calorias são queimadas
Vontade corpórea, banal sensação!

Corpo a corpo o prazer consuma-se
Prazer sentido é prazer vazado!
Salivas homogêneas, línguas cruzadas,
Sussurros baratos e fluidos trocados!

Uma a uma as posições são seguidas
Até o instante em que o prazer acontece
Prazer intenso retido ou não
Momentos após, a tudo se esquece...

Momentos depois e tudo de novo
Novo parceiro e mesma função!
Corpo alugado, ápice parcial...
Ato finalizado! Não há despedida ou razão!

Momento a momento o vazio extende-se
Ciclo vicioso que a vida empobrece
Suor derramado, prazer comprado,
Corpo alugado! Qual valor merece?
POETA URBANO
Enviado por POETA URBANO em 11/03/2007
Código do texto: T409365
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
POETA URBANO
Camaçari - Bahia - Brasil, 45 anos
560 textos (14779 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 05:54)
POETA URBANO