Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Natureza do mal

Por uma mulher amada
Um motivo egoísta e tolo
Gregos convocaram toda sua armada
Para dizimar todo um povo
E lá estava Tróia a ser atacada
Por Helena, raptada por um troiano
Mas era um pretexto para o general
Este que se chamava Menelau
Agora me pergunto se o ser humano
É por natureza muito mal.

Trezentos mil romanos nos coliseus
A assistir a um espetáculo fatal
Uma luta para Zeus
Onde um gladiador com um punhal
Aniquila todos os pigmeus
E os nobres saciando desejos terranos
Ao mostrar o pelejar mortal
Fazendo de tudo um bacanal
Agora me pergunto se o ser humano
É por natureza muito mal.

Nos calabouços os pagãos
Qual os padres vão torturar
Pois eles não são cristãos
E os tectônicos nas cruzadas a matar
Mulheres chorando: "por favor não!"
Passaram, mataram, causaram danos
Esse exército papal
Comandado por uma rei general
Agora me pergunto se o ser humano
É por natureza muito mal

O que me diga o Afeganistão
Agora o chamam de Afeganistavam
Pois eles não estão mais não
A um ano atrás os EUA os bombardeavam
Eles diziam tomar uma ação
Para acabar com os profanos
Para acabar com o terrorismo mundial
O Iraque atacaram como um canibal
Agora me pergunto se o ser humano
É por natureza muito mal

Porém vejo seres bons
Aqueles a que ainda restam almas
Mas abafados são por aqueles com
Lampejo se desalmam
Mas tocam em baixos tons
Ajudando de ano em ano
Aqueles que sofrem de demaisado mal
E necessitam de ajuda tal
Agora me pergunto se o ser humano
É por natureza muito mal.
BOI (Luciano Alencar)
Enviado por BOI (Luciano Alencar) em 13/09/2005
Reeditado em 23/12/2007
Código do texto: T50223
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
BOI (Luciano Alencar)
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
246 textos (27023 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/07/20 06:17)
BOI (Luciano Alencar)