Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIOLÊNCIA URBANA

Nas sombras da injustiça universal,
A tirania dos rancorosos provisoriamente se fortalece;
Dia após dia o seu reinado de morte entenebrece
As nações consumidas pela violência mais brutal.

Em ascensão vertiginosa, a violência urbana
Cresce com a desvalorização da vida humana;
Ela se alastra, tal como chuvas ácidas e corrosivas,
Pelos submundos das sociedades mais opressivas.

Os muros do descaso são rapidamente erguidos,
Muros que aninham a insegurança e o temor
Na vida daqueles que desconhecem a beleza do amor
Sob uma cultura de homens moralmente falidos.

A violência se nutre com tantas formas de misérias
Dos inocentes volúveis às leis perniciosas e deletérias.
Quantas consciências não são silenciadas
Pelas intolerâncias sutilmente institucionalizadas!

Enquanto arde a fornalha do caos e da dissonância
Pelas ruas abarrotadas por gritos de desesperança;
Enquanto a violência cresce nos lares sem aventurança,
Adormecem os estatutos, mantidos em inoperância.
Alessandro Nogueira
Enviado por Alessandro Nogueira em 28/12/2017
Reeditado em 12/04/2018
Código do texto: T6211108
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Alessandro Nogueira
São Caetano do Sul - São Paulo - Brasil, 35 anos
750 textos (32444 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/20 00:45)
Alessandro Nogueira