Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Leviatã

Você é público; não é lúdico, é tirano, um  publicano.
Bate a minha porta com a precisão de um relógio.
Acorda-me cedo a cobrar os seus impostos.
Vejo-me sem saída; quer de mim  seivar a vida!
Tão logo você recita: "dai a César o que é de César.

Mas, o que mais de mim você espera?
Cobra-me  a comida, luz, água...
E o que me oferece?  Nada!
Apenas o cabo de  uma enxada.
A vida é só isso? Suor, salgada?

Penso às vezes, poderia ser um zelote.
Não. Isso não; é  claro que não!
Pois, os teus braços são muito fortes.
Leviatã,  você aborrece as minhas manhãs.
Será que me perseguirá até a morte?


____________________________________
Autor:(ChicosBandRabiscando)


ChicosBandrabiscando
Enviado por ChicosBandrabiscando em 01/08/2020
Reeditado em 01/08/2020
Código do texto: T7023241
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ChicosBandrabiscando
Goiânia - Goiás - Brasil
298 textos (2960 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 09:20)
ChicosBandrabiscando