Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Poeta

O que sou?
Não sou mãe, mas sou filha
Não sou escritora, mas vivo rabiscando
Não sou artista, mas faço malabarismo
Não sou louca, mas desço uma cachoeira

Não sou poeta, mas vivo sonhando
Sonho
E o sonho me vem de todos os lados
Por todos os poros
Pelas narinas
Pela boca
Pela respiração

Não sou poeta
Mas faço da vida uma poesia
Olho pro sol como um girassol
Olho pra lâmpada como uma libélula
Olho pro sapo como uma vaga-lume

Não sou poeta
Mas encanto-me por palavras
Por sorrisos
Por fumaças
Por mãos sobre a mesa
Por risadas soltas

Não sou poeta
Mas faço rabiscos no papel
Junto letras
Faço palavras
Faço de meus dedos meu coração
De meu coração meu lago de amar

Não sou poeta
Mas faço do amor a vida
Faço da vida a esperança
Faço da esperança meu dia a dia

Não sou poeta
Sou mulher
Sou apaixonada
Sou amante
Sou passional
Sou visceral
Sou animal

Como animal sou presa
Sou fera
Sou predadora
Sim, sou predadora!

Não quero seu melhor, quero seu pior
Seu melhor você distribui
Seu pior você esconde
Quero o que está escondido
Trancado lacrado fechado pra ninguém ver
Quero o que está neste cofre
Quero que abra o cofre e mostre pra mim

Levanto a cabeça
E te pressinto no ar
Sinto teu cheiro
Sinto teus passos
E fico a espreita
Pra te devorar!

Ou me devorar
Ou me entregar
Ou me dissolver

Ou me desfaze
r em mil fagulhas pra te dar prazer.
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 04/04/2018
Reeditado em 04/04/2018
Código do texto: T6299538
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
1436 textos (75059 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/19 19:01)
Fátima Batista