Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

31°


Não te dou provas do meu amor
Pois, ele é pouco e não suprirá
O tamanho que tens
Dou-te a teoria das minhas palavras
Em versos soltos e vazios
De um amante apaixonado
Que espera que passe logo
Esse desejo carnal e visceral
Estou a querer inundar-me
Em tua vileza perfeição
Consumar em ti todo o meu desejo
Abrir tuas pernas e sentir o céu
E que as trovoadas sejam seus gemidos
E eu trepido e trepado em ti
Farei parte da natureza que te invade
Mas não poderei ficar
Tua imensidão pode me sucumbir.


Otreblig Solrac - O poeta burro
Otreblig Solrac
Enviado por Otreblig Solrac em 22/07/2021
Código do texto: T7304641
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Otreblig Solrac
Ilhéus - Bahia - Brasil, 29 anos
61 textos (268 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/21 12:48)
Otreblig Solrac