Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amizade Canina

Pequena obra divina
que me fez achegar um pouco mais,
dorme agora
nos braços universais.

Venceu a dor,
deixar-te ir
é adjunto de negação,
desespero ofegante
da  últimas horas.

Campeã,
tem a liberdade
ainda maior
sem adornos.

Imprevisto. . .
preciso deste silencio,
deste estar comigo mesma
da sonoridade
entre um sentimento e outro.

Não era dos amigos a mais chegada.

Pelos cantos,
Esperava um afago,
um pedaço
disso,
daquilo.

Fechei teus olhos
na intenção do descanso,
que somente o Ser Supremo
poderá lhe dar.

Sorrateira,
de passos curtos,
passava pela casa
passa com ares de anjo
de ser celestial,
fazendo outono
no castanho dos curtos pêlos.

O espaço que ocupava
aqui,
ali,
evapora
sem vestígios.
desaparece.

2008




Aglaé Meinberg
Enviado por Aglaé Meinberg em 02/06/2008
Reeditado em 17/06/2008
Código do texto: T1016672
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aglaé Meinberg
Varginha - Minas Gerais - Brasil
47 textos (2150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 23:30)