A TI...

A ti que nesta noite

Estás sozinho...

Sentes o coração apertar,

Uma tristeza invadir tua alma...

A ti...

Escrevo estas linhas,

Pois como tu,

Eu me sinto assim...

Tão só...Deprimido...Ausente...

Com a falta d’algo,

Sem saber ao certo o quê.

Só tu me compreendes,

Pois temos os mesmos sentimentos;

Angústia, melancolia...

Uma vontade imensa de chorar...

Em contrapartida,

Meus olhos estão secos.

Eu...Tu...Muitos outros neste mudo

Dividimos a mesma companheira:

Solidão!

A ti...

Eu digo que

Quando a vida surge

Cheia de entusiasmo

Sinto a esperança invadir meu ser.

A natureza torna-se mais viva.

As pessoas mais amigas...

É o milagre da vida que ressurge.

Precisa ser preservado;

Pois não há

Nada mais belo

No mundo, que,

A vida!

Denise