Reflexão

Jamais havia olhado para essas coisas

Com os olhos com que vejo agora.

Há um contentamento meio triste,

Uma tristeza meio contente.

O céu vai ganhando outro tom

Conforme vou voltando meu olhar,

Observo as peculiaridades

Que fazem parte deste sonhar.

Lembro-me que já quis voar,

Embora hoje me satisfaça

a alegria simples de aqui estar

e poder contemplar o dia.

Trajetos opostos se cruzam

Outros tomam rumos paralelos

E vão. Displicentes. Conscientes.

Quem poderá dizer?

Percorrem rota diária. Sem previsões.

Promessas apenas, são.

Um suspiro enche-me a vida.

Ah! Como esse viver

Se me apresenta tão apressado.

Gostaria de conhecer a paz

... ser do tamanho da paz que preciso.

Andrea Cristina Lopes - Curitiba/Parna

AndreaCristina Lopes
Enviado por AndreaCristina Lopes em 10/04/2005
Reeditado em 22/11/2010
Código do texto: T10571
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.