SINA DE POETA!...

Voraz é a sede do poeta

Desejo insaciável de falar

Sentir a vida em sua plenitude

Absorve o tempo com sofreguidão

Vive dor ou amor com paixão!...

A cada momento como último

Nas contradições

de um coração incompreendido

morre e renasce em cada verso...

Passa pelo mundo na obscuridade

Para voltar em luz permanente

Vivo em cada coração amante!...

Plantador de sentimentos

Perpetuando-se em poesia

Razão e causa de sua assistência!...

Louco!

Amante do amor por amor...

Faz da vida uma roda viva

Onde os momentos são eternos

E o tempo, ínfimos segundos!...

Da criação

Cumpre-se a sina de quem

Pré-destinado vem rimar vida e morte...

Santo André

SP-BR

10.04.2005

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 10/04/2005
Código do texto: T10600
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.