ROUBARAM MEU DIREITO...

Busco! Tenho sede...

Quero viver!...

E ao ver a vida esvaindo-se

quero andar mais rápido

quero correr...

Mas como?

estamos presos ao destino.

O ontem não voltará

O amanhã tem hora certa!...

E o agora...

Ah!... O agora!...

Conceitos e pré-conceitos

Calabouços...

Acorrentada ao vazio!...

Regras estabelecidas

Afastaram-me

do que para mim é vida,

razão de existir!...

Condenada

a solidão e a saudade...

Arrancado de mim o meu amor

Vida sem ele perde a razão...

Quero voar, mas esmoreço...

Covarde!...

Depus minhas asas...

Sem rumo vou desistindo

Até mesmo de viver...

Sem alento

Vou deixando a vida passar.

Roubaram-me o direito de ser feliz!...

Santo André

SP-BR

11.04.2005

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 11/04/2005
Código do texto: T10882
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.