EM NOME DA HUMANIDADE PEÇO PERDÃO...

Irmão!...

Viestes pré-destinado...

Na terra sofrer duras penas

Dores, humilhações...

Traição!...

A morrer por nós

Filho bendito!...

A Mãe assistiu calada teu calvário

Chorou ao pé da cruz...

O Pai a tudo permitiu para salvar

Dar uma nova chance à humanidade

Redimir seus pecados!...

Os séculos passaram!...

O homem comemora...

De geração em geração

Conta-se Tua história

Nem por isso deixou de pecar

Fazer maldades...

Prevalecer no coração o egoísmo

Até matar!...

Mil novecentas e setenta e duas vezes se repetirá

Sexta-feira da Paixão!...

Sábado de aleluia,

Páscoa...

A Ressurreição!...

E a consciência do homem quando surgirá?

Irmão!...

Terás de nascer e novamente morrer

Para que a humanidade venha entender

Que só o amor constrói?

Que a salvação está em ser bom de coração!

Envergonhada por nossa condição

Irmão peço perdão!...

Que cada um possa refletir seus próprios atos!...

Se cada um cuidar de si, de suas responsabilidades!...

Construiremos um mundo melhor...

Santo André

SP-BR

24.03.2005

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 13/04/2005
Reeditado em 15/04/2005
Código do texto: T11078
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.