Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ode à Satã dos Homens

Da fronte fétida e horrorosa
Do rabo, da maldição, da prosa
Do rei dos nocivos, do rei da eternidade
Eis meu ode à satã dos homens covardes.

Sem perdão, é eternidade sofrida nele
É Satã audaz, que pensa e faz
Satã dos satãs, o maldoso rei
Eis meu ode ao imortal Satanás.

O inteligente, certo, dominador, eis ti
Pois que és o melhor entre os seres
Eis meu ode à Satã, rei dos homens
Que se tivéssemos, enfim, quantos prazeres...
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 15/04/2005
Código do texto: T11448


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/07/20 14:56)
Júnior Leal