Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM POETA QUANDO MORRE

UM POETA QUANDO MORRE
Lílian Maial



Um poeta quando morre
É igual a qualquer um:
Deixa dor, no peito escorre
Solidão, pranto e jejum.

Um poeta quando parte
Leva consigo um tesouro:
Quem fica, amputado d´arte
Guarda seus versos qual ouro.

Um poeta quando sonha
Que das nuvens faz morada,
Não contava co´a façanha
De deixar (órfãs) palavras.

Um poeta quando ama
E faz da vida seu livro,
Da morte, em si, não reclama,
Pois morria em verso vivo.



*************
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 22/02/2006
Código do texto: T115154


Comentários

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1239 textos (275965 leituras)
21 áudios (14091 audições)
3 e-livros (1613 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/04/21 09:22)
Lílian Maial

Site do Escritor