Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Demasiado humano

.:.
Demasiado humano

Nem bruto
Nem Deus...
Apenas humano.
Ser fortuito
Ser Zeus...
Somente profano.

Quero ir-me!
E que o deserto
do meu isolamento
compense a solidão.
Barcos navegam...
Eis a terra firme.

Que inesperado infortúnio;
naufragaram minhas quimeras.
Alienado, busco meus sonhos,
e o outro de mim se distancia.
Sou o alicerce da desconstrução,
ruminando misantropia.

Nijair Araújo Pinto

Crato-CE, 21 de agosto de 2008.
00h06min
.:.
Nijair Araújo Pinto
Enviado por Nijair Araújo Pinto em 16/09/2008
Reeditado em 13/09/2012
Código do texto: T1181534
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Nijair Araújo Pinto
Crato - Ceará - Brasil, 49 anos
2586 textos (91318 leituras)
104 áudios (2126 audições)
3 e-livros (585 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/05/21 17:39)
Nijair Araújo Pinto