Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO JUGO E AO DESAMOR

Títeres em movimento, a conduzir história
Manipulando amor sem nenhuma maestria
Sombra sem luz, da vontade tão desconexa
Deixa-se levar pela sua autoridade complexa

O jugo traduz-se numa relação muito indexa
A índice de dominância que nela não se anexa
Cedo ou tarde rompe-se cordel de tal alegoria
Florescendo mulher que naquele corpo dormia

Falta de amor transfigura-se tal qual negro cisne
Que se vê mutilado de suas asas, sem liberdade
Desce noite durante o dia, tingindo a alma de tisne

O vôo livre desenha no coração, contido anseio
Mulher desperta exala pelos poros muita felicidade
Desamor e jugo encerram em si sempre muito receio


PS: Faltou contar as sílabas , mas não estava com vontade.
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 18/03/2006
Reeditado em 03/03/2010
Código do texto: T124858


Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 62 anos
11345 textos (955156 leituras)
16 áudios (8943 audições)
311 e-livros (34611 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/04/21 18:41)
Denise Severgnini