NENHUMA LINHA PRA SAUDADE

Quer saber ?

Não gasto mais uma linha,

uma letrinha que for,

pra falar dessa saudade,

essa erva daninha, essa dor

que brota por própria vontade,

cresce doida e me aporrinha,

me ferra a inspiração,

rouba meu bom humor,

espreme meu coração,

E haja remédio pra dor!

Não gasto mais uma linha

com essa história de saudade,

de dormir encolhidinha,

de amor pela metade

por falta da tua pele,

do teu corpo, da tua voz.

Já tá virando tortura,

e a saudade meu algoz.

Chega! Parou! Já deu!

Ou você volta logo

ou então...f...

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 26/04/2005
Código do texto: T13104
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.