É FODA

Você ali,

mão que sobe,

dedos que passeiam,

uma certa umidade,

um montão de vontade

e mais ninguém.

É: é foda.

Sozinha,

mas é do mesmo jeito.

Você ali,

mãos que descem,

dedos molhados,

olha pro lado,

ele também.

Aí sim: é foda, meu bem.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 28/04/2005
Código do texto: T13671
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.