TORTURA IMORAL!...

TORTURA IMORAL!...

Carmen Ortiz

Tortura!...

É o querer estar perto do ser amado

E vivermos separados, por imposição,

Escravos da covardia!...

Na insônia de noites inacabáveis

Dois seres tristes amargurados...

Tortura!...

É sentir um desejo ardente

Saber deste mútuo querer

E só, estarmos em nossa dor

Cruel solidão!...

Face a dura realidade

Sem outra perspectiva,

Só nos resta desistir...

Tortura!...

É a paixão que consome a alma

O corpo em chama

Contorcendo-se em desejo,

O pranto que teima em rolar

A tristeza que crucifica

A dor que alucina...

Tortura!...

É saber-te tão perto

E de mim tão distante!...

Sem meios de estarmos juntos,

Meus dias são marcados por um vazio

Sem tua presença!...

Sem a luz dos teus olhos

Torturada

Morre minh'alma a cada lágrima...

Tortura!...

É desejar teu doce beijo

Tuas carícias ardentes

Num abraço, corpos entrelaçados

Desfrutar intensamente cada segundo!...

No meio da noite

Acordar num leito vaizo...

Tortura!...

É viver

Sem esperanças de um futuro!...

Ir contra nossa vontade

Não poder dispor de nosas vidas

Ter de afogar este sentir...

Calar o desejo que nos consome.

Tortura!...

É por forças antagônicas

Ir contra a própria felicidade

Sabendo que apenas um passo

Nos levaria ao infinito de todos os prazeres

A realização de tantos sonhos!

Tortura!...

São as imposições!...

Algemados irremediavelmente

A uma vida que não queremos

A um mundo de sombras!...

Sem coragem para lutar

Resta-nos o fim da estrada

O "adeus" como solução...

Tortura imoral!...

É reprimir os sentimentos

Viver de lembranças!...

Numa eterna saudades...

Santo André-SP-BR

27.12.2004

00:54 h

http://www.saladepoetas.eti.br/carmen/tortura/tortura.htm

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 30/04/2005
Código do texto: T13856
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.