SÓ DE CARA CHEIA

Tem coisas que a gente só diz

com a cara cheia.

Porque, a seco, moçada,

a palavra engasga, serpenteia,

dá pinote, volta e meia,

e volta pra dentro, colada.

Rasga a garganta e arrebenta.

Tem coisa que a gente só agüenta

debaixo de muita porrada

ou então com muito agrado.

E mesmo assim, se se agüenta

faz um mal dos diabos.

A seco, não dá.

E se der, é uma merda só.

Melhor não dar mesmo.

Tem hora que é melhor

não falar, não ver, não agüentar.

Tem hora

que o melhor mesmo é estar só.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 30/04/2005
Código do texto: T13870
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.