FINA LANÇA!...

Podem silenciar a voz!

Tire o direito à fala

Mas... Jamais!...

Seja no calar da noite

Ao raiar do dia

Da pena redigido o canto;

Jamais calarão a poesia...

Cala-se a voz

Mas dissemina-se a idéia

Em frases escritas

Do grito sem som

Seja do poeta o tom

Na mais suave melodia...

Em cantar o amor...

Do punhal!...

A fina lança...

Afiada a palavra!

Na escrita do poeta

As gerações alcançará

Tire-se a fala...

Da voz o som!...

Mas as idéias...

A palavra escrita

A divulgar...

O coração amar!...

No poeta jamais

Irão calar...

Santo André

SP-BR

http://www.saladepoetas.eti.br/carmen/fina/fina.htm

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 30/04/2005
Código do texto: T13875
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.