Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                             
        
   QUASE CELESTIAL

Observando o cotidiano
tão leviano
de minha triste existência
impregnada de tanta ambivalência
tentei jogar o jogo cênico
do real e do absoluto
mesmo sem receber nenhum tributo.

Na minha agenda
sem nenhuma subemenda
com um toque exótico
modifiquei meu estilo e inventei em sigilo
um viver paranóico.

Porém, minha paixão à vida
mostrou-me as tendências da necessidade
de uma clássica convivência.

E por conveniência,
embora num viver artificial,
estou sempre em busca de um alto astral.
Quase celestial!
Alda Corrêa Mendes Moreira
Enviado por Alda Corrêa Mendes Moreira em 26/02/2009
Reeditado em 27/02/2009
Código do texto: T1459512
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alda Corrêa Mendes Moreira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
213 textos (16011 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 03:28)
Alda Corrêa Mendes Moreira