Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vértice

Falar de mim, não é facil.
Então deixo para os outros.
Os pontos de vista alheios,
São sempre mais interessantes que os meus.
Mas vejo-me tentando um catálogo,
Para compartimentar o que penso,
E enumerar o que sei.
Aí descubro frustrado,
Que o que penso é comum,
E o que sei pode ser equivocado.
Então eis mais um motivo,
Para me liberar do fardo penoso,
De dizer que sou poeta e,
Como tal me emociono tanto com por do sol,
Quanto com o cheiro suave que vem da padaria.

É nessas horas que entendo,
Com uma ponta de desencanto,
O que alguém quis dizer com:
"Cometer uma poesia".
EDUARDO PAIXÃO
Enviado por EDUARDO PAIXÃO em 02/05/2006
Reeditado em 05/01/2012
Código do texto: T148888
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
EDUARDO PAIXÃO
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1721 textos (28665 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 17:30)
EDUARDO PAIXÃO