Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VELHICE

Diante do espelho estanque
Mirando-se ele fica pasmo,
Pois a imagem é um tanque,
Esmagando os olhos em mórbido marasmo.

O corpo já não mais resplandece
Tem baço o olhar terno
E o conjunto mais parece
Árvore em rigoroso inverno,

Cobrindo, da vida, a vastidão,
Com os anos que foram vividos,
Que deixaram, petrificadas no chão,
Marcas de amor pelos entes queridos.

Anda como animal de três patas.
Solitário, em cismas vive imerso,
Equilibrando sobre sapatas
Todo o conhecimento do universo

Simbolizado pelas rugas faciais,
Pelos seus cabelos que perderam a cor,
Mas, dentro de si, tem amor demais,
Para enfrentar a velhice sem dor.

25/08/04.

Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 05/05/2005
Código do texto: T14967
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
865 textos (447674 leituras)
19 áudios (12342 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/08/20 18:44)
Maria Hilda de Jesus Alão