Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trago-te Rosas



Esqueci de mim
Do meu lado negro
Opaco, nebuloso
Esqueci o que era
Esqueci da minha força
Das minhas letras
Da minha confusão poética
E nada sobrou
Não percebi

Agora desperto
Vendo outras falas, outras valas
E nem tudo está perdido
Não te trago mais rosas
Trato-te espinhos
Pra enfiar na tua ferida
Pra infernizar-te a vida
Mostrar-me não mais que oculta
Não mais que absoluta

Agora, deixo de lado tempo perdido
Tempo falido
E te mostro as garras, afiadas, pois esquecidas
Cresceram e tiram filetes de sangue
Trago-te rosas, mas te espeto os dedos
Firo-te a pele, faço escorrer teu sangue

Não mais pétalas de rosas pra’maciar tuas quedas
Não mais essências em perfumes
Somente o odor do negro pântano
A obscurecer os teus sonhos

Trago-te rosas e espinhos
Só pra dizer que voltei!

Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 02/04/2009
Código do texto: T1518466
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
1436 textos (75143 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/07/19 19:24)
Fátima Batista