EM VERSOS ESVAI-SE A ESPERANÇA...

Vejo a vida

Sinto as feridas

A dor que se apossa:

Do corpo!...

Da alma sofrida!...

Implora o ser

No grito silencioso...

A solidão

Que aos poucos

Vai matando

O coração que resiste

O querer amar

Encontrar seu par...

A lágrima rola dolorida

Tenta lavar a alma

Dizer do amanha

Da felicidade...

Acreditar

Ser possível o inatingível

O amor sem barreiras

A entrega total...

Viver na ilusão do real

Treme a mão que escreve

Tece o verso rimando amor e dor!...

Sofre o poeta que é amor...

Dia após dia

A vida passa!...

No futuro a esperança

No presente a sede de viver

Solidão

Algoz que escraviza!...

Desejos insatisfeitos,

A desilusão destruindo sonhos...

O cristal transparente

Diz do amor

Partindo-se em mil pedaços

Diante da busca incessante

Do amor sonhado...

Da sede insaciável

Do querer que não acontece!...

Em versos esvai-se a esperança...

Santo André

SP-BR

06.05.05

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 07/05/2005
Código do texto: T15282
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.