OBRIGADA, SENHOR!!!

É.

Eu sei que sou meio mística,

até que muito esotérica assim

(ao contrário da música)

mas não tem outro jeito:

quando ele me joga aquele olhar,

abre os braços pro abraço

e me chama pro seu peito,

só consigo olhar pro alto

e gritar feito beata:

“Obrigada, Senhor!

Além de me perdoar

ainda me deu um bônus.

Este homem assim me mata.”

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 07/05/2005
Código do texto: T15493
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.