Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Balada noturna

Me vejo aqui,
Sentado e sonolento,
Com os nervos arrefecidos,
Pelo cigarro e pelo vinho.
Olhando a xícara de café(fria),
Olhando a tv, vazia,
E olhando meu cachorro,
Indiferente.
Vejo muita, muita coisa.
Não enchergo nada.
Nada que me obrigue a tornar essa poesia,
Algo melhor que a repetição,
de motivos recorrentes.
A xícara, o cigarro, o torpor...
Noites foram feitas pra isso.
Para o esquecimento.
EDUARDO PAIXÃO
Enviado por EDUARDO PAIXÃO em 16/05/2006
Código do texto: T157432

Comentários

Sobre o autor
EDUARDO PAIXÃO
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1722 textos (28701 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 22:02)
EDUARDO PAIXÃO