Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rascunho

Sou rascunho
de versos livres
tímidos, transparentes,
às vezes vazam
tão iloqüentes,
não seguram palavras
que sentem...
Instantes da mente
que sangram dos dedos:
palavras, palavras, palavras...
Solenemente expulso ilusão
do que não dá para ser:
escrevo, escrevo, escrevo...
Sem passar a limpo,
sigo o rascunho
de qualquer poema-destino.
Pupila
Enviado por Pupila em 20/05/2006
Código do texto: T159811
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Pupila
São Paulo - São Paulo - Brasil
721 textos (22662 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/03/20 04:44)
Pupila