Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Ato cirúrgico


Um corte
Um pequeno corte
Pra corrigir um defeito
Congênito ou não
Um tempo apagado
Sem saber de nada

Quando voltar da anestesia
Olhe pros lados
Não se sinta sozinho
Tem cortinas brancas
Nas janelas altas
E lá fora, na calçada
Tem passantes
Com pensamentos distantes
Tem também viajantes

Ato cirúrgico
Desnecessário, se faz necessário
Pra consertar o que o homem quebrar
O que o homem rasgar, o que o homem colar
Toque a campainha
Chame a enfermeira
Diga que tem fome

Ato cirúrgico
Corrige tudo, conserta tudo
Menos os defeitos
Nem tão pouco os malfeitos
Ou os deslizes
De uma louca paixão

Ato cirúrgico
Não tenha medo
Anestesia geral
E se não acordar
Não faz mal
A culpa será do anestesista

Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 24/05/2006
Reeditado em 12/12/2007
Código do texto: T162391
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 55 anos
1435 textos (74365 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/05/18 02:34)
Fátima Batista

Site do Escritor