Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACALANTO DO TEMPO

Permite
que eu fique por perto
sem palavras, em silêncio
aconchegada no peito
da ternura descoberta.

O tempo caminhou muito
e está cansado de andar...

Na linhas que a vida tece
somos caminhos cruzados
nos entremeios do acaso
que rege o inesperado.

O tempo caminhou muito
e está cansado de  andar...

Repousa
teu jeito menino
no ombro do meu carinho

Estende
tuas mãos vigorosas
na direção do horizonte

Conquista
a luz que ressurge
na claridade do céu

Viaja
nos braços da noite
na quietude do sono

Deixa
que os sonhos embalem
a alegria desperta
sem pressa, na calmaria
do mútuo bom que acontece
no instante que comporta
a plenitude das horas
no infinito do abraço...

O tempo caminhou muito
e está cansado de andar...

Permite
que eu te ame por inteiro
sem palavras, em silêncio
na intensidade do gesto,
acariciando o teu rosto
na imensidão de um celeiro,
que armazena colheitas
de risos e recompensas

...de um tempo que caminhou muito
    e está cansado de andar...


Maria Alice Estrella
Enviado por Maria Alice Estrella em 12/05/2005
Código do texto: T16630


Comentários

Sobre a autora
Maria Alice Estrella
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
13 textos (1242 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/07/20 14:16)
Maria Alice Estrella