Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arcano 16

A catedral quase em ruínas,
Serve de abrigo para feridos,
Que aos poucos vão morrendo.
Alí, nenhum milagre se deu.
Ninguém foi salvo inexplicavelmente.

Quando Marianne alí entrou,
Ferida e cheia de dúvidas,
Perguntou o por que,
De Deus ter se esquecido dela.
As paredes carcomidas,
E o altar vilipendiado,
Não deram resposta alguma.
E sua voz retumbava pela nave,
Sem que anjo algum,
A salvasse de si própria.

Naquele momento ela entendeu,
A escolha que fizera para sua vida.
A solução não estava nas paredes,
Nem nos anjos de pedra,
Nem na oração dos feridos.
Estava numa parte de seu coração,
Soterrado sob toneladas de concreto,
Que um dia, quando criança,
Ela chamou de Casa de Deus.
EDUARDO PAIXÃO
Enviado por EDUARDO PAIXÃO em 31/05/2006
Reeditado em 31/05/2006
Código do texto: T166630

Comentários

Sobre o autor
EDUARDO PAIXÃO
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1722 textos (28698 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 09:13)
EDUARDO PAIXÃO