Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPO RETIDO

Ao longo das lentas manhãs
     não se faz a canção.
     Há um adormecer anestésico
     inibindo as frases das matinas.
     O silêncio dos sinos badalando
     prenuncia um sono profundo.
          O poema aguarda um clarão no horizonte tardio.
Otávio Coral
Enviado por Otávio Coral em 16/05/2005
Código do texto: T17311

Comentários

Sobre o autor
Otávio Coral
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
13808 textos (358887 leituras)
3 e-livros (1198 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 07:02)
Otávio Coral

Site do Escritor