PERGUNTA

Será a voz do mar longínquo

que ouço em noites vazias?

Ou serão meus lamentos

fugindo de conchas alagadas?

Uma sombra se deita silente

sobre o mistério das coisas.

Otávio Coral
Enviado por Otávio Coral em 16/05/2005
Código do texto: T17314