DESTRUIÇÃO!...

O vento acordou!...

Nuvens apareceram...

O céu azul escureceu

Torrencial!...

A chuva caiu...

Águas rolaram

Levando na enxurrada

Pedaço da alma

Que por amor se entregou...

Vitimas,

São facilmente dominadas...

Prisioneiras de sentimentos negros

Furacão destridor!...

São mãos do desamor...

Em meio ao vendaval

Enfurecido o temporal

Foi destruindo!...

Ferindo a natureza...

Angústia e medo

Lágrima e dor

No caos a solidão...

Agonizando

O amor tenta sobreviver...

Viu-se distorcido!...

O que era belo

Ser destruído

Sem explicações...

Inconsolável a natureza chora!.

O coração lamenta...

Santo André

SP-BR

17.05.2005

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 18/05/2005
Código do texto: T17647
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.