Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJO




 Colher gerânios nas encoatas gretadas do tempo.
           
            Ser raiz da planta ígnea do pântano.

            Corcel da procura desesperada.

            Volta de moinho que o vento açula.

            Ponto infinito na solidão das horas.

            Fio invisível da queda do suicida.

            Mar sem fim e sem piedade.
Celisa Diniz Corrêa
Enviado por Celisa Diniz Corrêa em 21/08/2009
Código do texto: T1765558


Comentários

Sobre a autora
Celisa Diniz Corrêa
São Paulo - São Paulo - Brasil
47 textos (2591 leituras)
1 áudios (111 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 19:29)
Celisa Diniz Corrêa