Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu menino...

(Tere Penhabe)

De vez em quando sinto que estás perto,
Como quem tenta, em vão, compreender,
que tendo sido um sonho precioso,
tiveste que partir... E sem querer!

O teu olhar parece conivente,
sempre empenhado para me agradar,
e fico a imaginar a tua voz,
a me dizer que estás a me esperar...

O mesmo jeito vivo e curioso...
Os mesmos olhos claros, penetrantes,
do amor que me ajudou a dar-te a vida,
na rica parceria dos amantes.

E as tuas vestes, tua fantasia,
vi tantas vezes o teu pai usar,
desse teu jeito livre e displicente,
parece até que vieste me lembrar...

Só peço, por favor, que não desistas,
por mais que eu me demore, chegarei,
nesse mundo distante aonde estás,
e finalmente, então, te abraçarei!

Como não pude nunca, te abraçar!
E só Deus sabe o quanto eu desejei,
poder também, ter esse filho amado,
a me sorrir do jeito que eu sonhei...

Mas nem tudo na vida, se consegue...
Querer não é poder - hoje aprendi.
Mais pela dor,  que pelo amor, eu sei...
Mas não duvido: foi o que mereci.

Santos, 23/06/2009
 www.amoremversoeprosa.com
Tere Penhabe
Enviado por Tere Penhabe em 20/09/2009
Código do texto: T1820961


Comentários

Sobre a autora
Tere Penhabe
Santos - São Paulo - Brasil, 66 anos
252 textos (29215 leituras)
5 áudios (647 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 12:50)
Tere Penhabe