Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HORA DE ESCREVER



Hora de escrever.
Buscar com o pássaro o lado alado
Do multimundo transfacetado:

O homem saindo do solo
E solando o solo árido
Da ária incandescente:

Subir o volume e detonar os costumes:

O nu da veia
No braço elétrico e teia
Da construção transfigurada:

Puxar o saco
E arrastar o barco
Carregado de peixes:

Trilhar os traços da centopéia
Esverdeada e nua
Sob assada lua
E velha e crua:

O osso do beijo derretido
escancara o astrolábio
Ungido
Que nunca cessa o rumo
Da função prometida:

Guarde os cascos das rãs
E maçãs
Sirva ao sempre dia
Que nos tange:

A vida é tudo
E no meio do fundo
Nada o mundo
Rodeado
De serpentes.


Preto Moreno
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 05/07/2006
Código do texto: T188147


Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
8808 textos (120884 leituras)
23 áudios (487 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/04/20 15:40)